ARTISTA

noni-levinson-lab-foto-contemporanea.jpg

NONI LEVINSON

@nonilevinson_photo

Israelense, carioca na vida, fotógrafo e engenheiro. Comecei a fotografar na adolescência com câmera analógica. Passei alguns anos sem fotografar e retornei já no mundo digital. Tenho um olhar particular para os detalhes e no que normalmente não paramos para ver, que para mim é um exercício de ver o belo, do clique ao tratamento da foto.

 

Participei de exposições entre elas: “O que o seu olho não vê” - Cafofo da Poppe - RJ - 2018, “Sem nome” - Galeria Indoor - RJ - 2018, “Naoni” - Foto Contemporânea - RJ - 2019, “Sobre Sonhar” - Foto Contemporânea - RJ - 2019 e “Mostra Livre de Fotografia - 6ª Edição” A Casa - RJ - 2019.

ATÉ QUE AS ÁGUAS SE AJOELHEM | 2021

 

ESTOU SIMPLES.

Esse projeto foi desenvolvido durante o LAB Foto Contemporânea 2021. Fomos provocados e nos inspiramos nas poesias do Manoel de Barros. Ao ler uma estrofe de "A VOZ DO MEU PAI", parei hipnotizado. Estava ali a centelha. Li e reli a estrofe diversas vezes. Só ela me interessava. Permeado por ela comecei a pesquisar no meu acervo para ver quais das minhas fotos falavam o que eu estava sentindo. Elas foram se apresentando, se arrumando. Antes disso tudo, observava uma amiga pintora que fixa as telas na parede com fita crepe e queria fazer algo com essa ideia. Em discussões de como deixar uma poesia nos permear, entendi que a tela de pintura me ajudaria com isso. Ok, mãos à obra. Preparei um fundo com a tela e a fita crepe e voltei a primeira edição das fotos. Tira uma, coloca outra, uma pede para estar com aquela e tem aquela que não quer ficar com a uma. Um tempo depois tinha as fotos, as que ficariam em grupo, as que ficariam sozinhas, os trechos da estrofe que queria inserir e parti para a composição do livro. Apresentei-o no LAB onde foi bem recebido e surgiu a ideia de transferir as fotos para a tela de pintura em vez de imprimir nelas. Essa provocação veio de um lado porque seria mais tangível ter uma tela em mãos do que um papel impresso e por outro lado, porque adoro um desafio. Deu trabalho! Muito mais do que imaginei! Fiz oito livros que em função da técnica são únicos, já que a transferência é um processo sem controle.

 

Termino esse projeto feliz com o resultado e reafirmo que... estou simples.

ENTRE-LUGARES, TEMPOS | 2020

 

E NO MEIO DESSA PORRA

livro-capa-noni-levinsonnoni.jpg

Estava no limiar de mudar de vida, uma mudança radical! Ia embora do Brasil e precisei adiar tudo em função da quarentena do Covid-19. Alguns dias brabo com todos os deuses que conheço, com os que nem sei se existem e parti para o plano C. Foi mais fácil do que imaginei! Aí no meio dessa porra toda fui trocar um short e quando vi, eu estava no chão! Com dor e um pé inchado. Sim, o mesmo aconteceu. Uns dias puto e bora lidar com a coisa. Dentre as coisas a fazer para ficar de boa com os deuses e comigo, resolvi registrar as fases com o celular e foi a primeira vez que o usei para um ensaio fotográfico...

IMAGENS